sábado, 29 de setembro de 2018

VISITA DE FRANCISCO FRANCO A PORTUGAL

POSTAL ÉPOCA DE FRANCO
(Colecção Viriatos Militaria)

Neste momento vive-se em Espanha, por parte de certas forças Políticas, um desejo de revanchismo e vingança, face à figura do General Franco.
Estas forças  tentam por todos os meios através da "Lei da Memória Histórica", apagar todos os vestígios do Franquismo ( derrube de estátuas, mudança de nomes de ruas, etc), tendo sido recentemente aprovada pelo Parlamento Espanhol, a remoção do cadáver do Generalíssimo do Vale dos Caídos. Abrem-se assim novas feridas na Sociedade Espanhola...

O que apresento hoje é uma coisa "simples" e curiosa, e tem a ver precisamente com o General Franco....
Trata-se do programa relativo à visita do General Franco, a Portugal, que teve lugar em 1949, precisamente há quase 70 anos. (22 de Outubro de 1949)








PROGRAMA DA VISITA DO GERAL FRANCO
(Colecção Viriatos Militaria)





IMAGENS DA VISITA DO GENERAL FRANCO



                                POSTAL DE PROPAGANDA ALEMÃ -LEGIÃO CONDOR
                                                    (Colecção Viriatos Militaria)


      
POSTAL DE FRANCO (VARIANTE)
(Colecção Viriatos Militaria)




           POSTAL ENVIADO POR UM OFICIAL VIRIATO GUERRA CIVIL DE ESPANHA
                                               ( Colecção Viriatos Militaria)


domingo, 15 de julho de 2018

DISTINTIVO "POLÍCIA DE VIGILÂNCIA E DEFESA DO ESTADO"-P.V.D.E



Boa Tarde,

No seguimento de um dos posts feitos aqui no blogue, sobre a PIDE, coloco hoje uma peça de extrema raridade, e que só agora chegou à minha colecção.

O post sobre a PIDE podem vê-lo neste link: http://viriatosmilitaria.blogspot.com/2013/03/a-policia-politica-no-estado-novo.html

A P.V.D.E, ou seja a Polícia de Vigilância e Defesa do Estado, nasceu em 1933, e teve o seu fim em 1945. Em 1945, passou-se a chamar P.I.D.E- Polícia Internacional de Defesa do Estado.


                                               RETRO DISTINTIVO P.V.D.E

                                            DISTINTIVO P.V.D.E COM FOTO



Nº 67

A EVOLUÇÃO DOS 3 DISTINTIVOS DA POLÍCIA POLÍTICA DO ESTADO NOVO
P.V.D.E-1933-1945; PIDE-1945-1969; DGS-1969-1974

domingo, 27 de maio de 2018

UNIFORMES MOCIDADE PORTUGUESA-REGULAMENTAÇÃO DISTINTIVOS DE DIRIGENTES






DIVISAS"DIRECTOR DE SERVIÇO"DO QUADRO ADMINISTRATIVO

Coleccionar Uniformes e Distintivos da "Mocidade Portuguesa" não é tarefa fácil para qualquer coleccionador deste tema, pelo facto de praticamente não existirem publicações que expliquem e nos mostrem o que realmente se usava na época. (1936-1974).
Normalmente socorremo-nos de fotografias  e publicações do período para tentarmos descortinar a peça que temos em mãos.
O que hoje publico,  sobre os Dirigentes, foi um trabalho realizado por um graduado da Mocidade, trabalho esse encontrado dentro de um livro da Mocidade Portuguesa.

As divisas que estão nas fotos pertencem à Mocidade Portuguesa, pois sabia a sua proveniência, contudo não sabia lhes dar um significado, e só, com a descoberta deste trabalho pude perceber o que tinha em mãos.
Este trabalho deve ter sido realizado em finais dos anos 40.
É isto o que o coleccionismo tem de fascinante, tentar descobrir o que temos em mãos, e saber a sua história.








DIVISAS DE"COMISSÁRIO ADJUNTO"QUADRO ADMINISTRATIVO

                       DIVISAS"DIRECTOR DE SERVIÇO"DO QUADRO ADMINISTRATIVO

DIVISAS "CHEFE DE SERVIÇO" DO QUADRO GERAL











domingo, 22 de abril de 2018

ITALIA FASCISTA: A "SCIARPA LITTORIO"


COLECÇÃO VIRIATOS MILITARIA



Caros leitores,

Apresento hoje uma condecoração Italiana, relativa ao período Fascista, e que era considerada uma condecoração de alto prestígio e de belo efeito quando colocada em uniforme- A " SCIARPA LITTORIO", também conhecida como a "Faixa da Marcha Sobre Roma"
Esta condecoração prestigiosa era apenas usada em cerimónias oficiais.

A Sciarpa Littorio tinha as côres da cidade de Roma ( amarelo e bordeaux) e era concedida somente com a autorização do Secretário Federal do PNF ( Partito Nazionale Fascista)

Eis os requisitos para a obtenção desta condecoração de prestígio: ( em Italiano)


"E' istituita la Sciarpa Littorio dai colori di Roma.
L'autorizzazione è concessa dal Segretario Federale.
I requisiti per ottenerla sono :
1° possesso del brevetto della Marcia su Roma.
2° aver ricoperto cariche politiche per almeno dieci anni, anche non consecutivi, di cui cinque come gerarca del P.N.F. o dei G.U.F. (Segretario, Componente il Direttorio dei G.U.F. e Fiduciario del N.U.F.) o dei cessati Fasci Giovanili di Combattimento (Comandante in seconda e Comandante di Fascio giovanile) o della cessata O.N.B. (Presidente di Comitato Provinciale e Comunale).
3° aver prestato almeno dieci anni di servizio, anche non continuativi quale ufficiale della M.V.S.N. (in s.p.e. o nei quadri) o ufficiale della G.I.L. (FF.GG.C. e O.N.B.).
Sarà considerato valido e computato doppio il periodo di servizio prestato nei reparti combattenti in Africa o in Spagna.
Le cariche cumulabili di cui al numero due sono le seguenti :
Componente del Gran Consiglio, del Governo, del Consiglio Naizionale del P.N.F., del Consiglio Nazionale delle Corporazioni, Senatore, componente della cessata Camera dei Deputati, prefetto, preside e vice preside della provincia, vice presidente del Consiglio provinciale delle Corporazioni, podestà, vice podestà, dirigente nazionale o provinciale delle organizzazioni del Partito o delle Associazioni dipendenti;
nelle organizzazioni sindacali :
presidente o segretario di federazione nazionale, presidente o segretario di Unione provinciale, presidente o segretario di Sindacato interprovinciale o provinciale di categoria.
Il periodo di servizio di cui al numero tre è cumulabile col servizio prestato come gerarca del P.N.F."
"Per la concessione della Sciarpa Littorio sono equiparati ai gerarchi del P.N.F. i seguenti gerarchi dei Fasci italiani all'estero :
Segretario dei Fasci italiani all'estero, vice segretario, ispettore dei Fasci all'estero, segretario amministrativo, ispettori di zona, segretari di zona dei Fasci, segretari dei Fasci, componenti dei Direttorii dei Fasci italiani all'estero, fiduciari di sezione fascista.
Sono equiparate alle cariche della G.I.L. le seguenti cariche della Gioventù Italiana del Littorio all'estero :
Comandante di G.I.L.E. di Fascio, comandante di zona, di gruppo e di Fascio, comandante giovani fascisti, comandante avanguardisti e balilla.
L'autorizzazione è concessa dal Segretario del P.N.F.  su proposta del Segretario dei Fasci italiani all'estero.
I Fascisti, già residenti all'estero, che chiedono la concessione della Sciarpa Littorio, devono inoltrare, al Segretario federale competente, domanda corredata della necessaria documentazione rilasciata dalla Segreteria dei Fasci italiani all'estero".
Art. 15 e 16 dello Regolamento del P.N.F., 1939 - XVII

                    VIDEO ONDE MOSTRA MUSSOLINI COM A "SCIARPA LITTORIO"








SELO DE GARANTIA DA "UNIONE MILITARE ROMA"
  SELO DE GARANTIA COM O CUNHO DO PNF-PARTITO NAZIONALE FASCISTA
GÉMEOS DE PULSO PNF PARA CAMISA 




FONTES:

-COLECÇÃO VIRIATOS MILITARIA

domingo, 11 de março de 2018

GUERRA CIVIL DE ESPANHA- SAHARIANA NACIONALISTA

                                                           

O Uniforme que vou apresentar trata-se da famosa "Sahariana" muito em voga nos anos 30/40.
Esta Sahariana pertenceu a um  Italiano que combateu no "Bando Nacional" e que mais tarde teve cargo importante no Partito Nazionale Fascista.
Todos os outros distintivos pertencem à colecção Viriatos Militaria.


BREVE INTRODUÇÃO

Iniciada a sublevação Militar no dia 18 de Julho de 1936, o Governo Italiano, a pedido das Forças Nacionalistas Espanholas, decide enviar aviões para o transporte das Tropas que estavam em Marrocos, que na altura representavam a força mais importante que Francisco Franco dispunha.
Depois dos aviões enviados por Mussolini, seguiu-se um pequeno grupo de carros "veloci" L3/35 ( chamados a "lata de sardinhas")   com um subtenente e oito homens, desembarcados em Mellila no dia 14 de Agosto de 1936, após viagem aérea à civil e com passaportes falsos; este pequeno núcleo foi seguido de uma inteira companhia de carros "veloci" L3/35 desembarcada em Vigo no dia 29 de Setembro de 1936.( 10 carros com 16 oficiais e 144 homens)

CARRO "VELOCE" L3/35- "A LATA DE SARDINHAS"

Estes militares chegados a Espanha, tinham um objectivo meramente instrutivo, no entanto mal pisaram solo Ibérico, foram-lhes imediatamente distribuídos uniformes do "Tércio de los Estranjeros", e incorporados ao lado dos seus camaradas Espanhóis formando então, o Grupo "Italo-Espanhol". Participaram pouco tempo depois nos combates de Navalcarnero do dia 21 de Outubro de 1936.


                                                  COMBATES EM NAVALCARNERO

A partir desse momento o fluxo de voluntários Italianos para Espanha foi contínuo, vindo consequentemente a engrossar as tropas do Tércio, tendo este fluxo a sua maior incidência entre Dezembro de 1936 e Fevereiro de 1937.
No final de Fevereiro de 1937 tinham desembarcado em Espanha cerca de 15,000 homens provenientes do Régio Exército Italiano (REI) e enquadrados na "Divisione Littorio" e ainda cerca de 29,000 Camisas Negras.

Os Italianos foram repatriados após a vitória Nacionalista, no dia 1 de Junho de 1939, a partir de Cádiz.
O contributo Italiano custou mais de 3300 Mortos e mais de 11000 feridos.

A SAHARIANA

Em Abril de 1937, é oficialmente introduzido o uso da Sahariana, sendo que já seria utilizada desde o inicio da chegada dos Italianos em finais de 1936, neste caso na sua "versão Inverno", como é o exemplo do modelo aqui  apresentado.
O sucesso foi tal que acabou por ser a peça de uniforme mais em voga dentro do corpo de Oficiais Italianos do CTV em Espanha. ( Corpo Truppe Volontarie)

Analisando a Sahariana e fazendo a sua "leitura" através dos distintivos presentes podemos concluir que:

-Período utilizado 1937/1939
- Ferido em combate
- Exército de Castilha
- Oficial subalterno da Milicia "Capo Manipolo"
- Oficial Italiano de apoio e integrado na Falange Espanhola

 DISTINTIVOS DO CORPO DE EXÉRCITOS DE CASTILHA ( VERMELHO) E DISTINTIVO FERIDO  DE GUERRA ESPANHOL ( V INVERTIDO)


CORPO DE EXÉRCITOS DE CASTILHA

Foi criado em 24 de Outubro de 1937, e era composto por 5 divisões, tendo como comandante o General Enrique Varela.
Interveio em diversas operações durante a Guerra Civil, em especial na campanha de Aragão.
Participou nas seguintes Operações:

-Batalha de Teruel (Dezembro 1937-Fevereiro de 1938)
-Ofensiva de Aragão (Março/Abril de 1938)
-Ofensiva do Levante ( Abril/Julho de 1938)
-Ofensiva Final ( Março/Abril de 1939)

          BIVAQUE DE OFICIAL GUERRA CIVIL ESPANHOLA TERCIO ESTRANGERO
   PUNHAL DE COMBATE DA MILÍCIA FASCISTA ( M.V.S.N) E EMBLEMA DA FALANGE

                           PORMENOR DOS "BOTÕES DE FRUTO" DA SAHARIANA

                             DISTINTIVO DE COMANDANTE DE CENTURIA  DA FALANGE
                                                     TRASEIRA DA SAHARIANA
                                                           DIVISAS AMOVÍVEIS
  BIVAQUE NACIONALISTA NESTE CASO  DEVERIA TER APENAS 1 ESTRELA PARA FAZER O "MATCH" COM A SAHARIANA.
   INDICAÇÃO DO POSTO SOTTO CAPO MANIPOLO OU SOTTO TENENTE ( 1 ESTRELA 6 PONTAS EM FUNDO NEGRO) E DISTINTIVO DE PROPAGANDA À CAUSA NACIONAL.




           DISTINTIVOS ITALIANOS UTILIZADOS DURANTE A GUERRA CIVIL DE ESPANHA

           DISTINTIVO "DOLORANDO ARDO"- FERIDO PELA CAUSA FASCISTA
                           DISTINTIVO DE FERIDO "MUTILATO IN SERVIZIO"
        ALGUNS DOS  DISTINTIVOS UTILIZADOS PELOS VOLUNTÁRIOS ITALIANOS
ESCUDO DE BRAÇO "DIVISONE LITTORIO" E MEDALHA DA CONQUISTA DE SANTANDER ( frente e verso)
                                                  (COLECÇÃO VIRIATOS MILITARIA)

LIVROS




MONUMENTO ITALIANO "PUERTO DEL ESCUDO"

                        PIRÂMIDE DOS ITALIANOS - BEM VISÍVEL O "M" DE MUSSOLINI

Entre Burgos e a Cantábria encontra-se em completo abandono um monumento imponente de forma piramidal, com cerca de 20 metros de altura. Foi aqui que foram sepultados os soldados Italianos que morreram em combate, quando da Batalha de Santander, em 1937.
O Monumento foi mandado construir por Francisco Franco, em 1939, em Homenagem aos caídos Italianos. Foi inaugurado pelo genro de Mussolini, Conde Ciano em 1939. Tem 372 nichos ou espaços onde foram colocados estes combatentes Italianos, tendo todos sido posteriormente  nos anos 70, trasladados para o Sacrario Militar Italiano de Saragoza, após violento acidente de autocarro onde alguns ex combatentes Italianos faleceram quando iam prestar homenagem aos seus antigos camaradas.
Nada como ver as imagens de Video em baixo para saber a história deste impressionante Monumento.

JOVEM DAS JUVENTUDES FASCISTAS (GIL) EM 1939, QUANDO DA INAUGURAÇÃO DO MONUMENTO


                     CONDE CIANO NA INAUGURAÇÃO AO MONUMENTO MINUTO 1'50"


                                                      PIRAMIDE DE LOS ITALIANOS

                                          SACRARIO MILITAR ITALIANO ZARAGOZA

FONTES:

-VIRIATOS MILITARIA
-YOU TUBE
- LE UNIFORMI E I DISTINTIVI DEL CORPO TRUPPE VOLONTARIE ITALIANE IN SPAGNA (1936-1939)
- WIKIPEDIA
- REGIO ESERCITO ITALIANO